quinta-feira, janeiro 20, 2011

.sobre o frank.



Eu nunca adotei um cão.
Na verdade, eu nunca adotei um cão porque eu sempre fui adotada por eles.
Eles nos escolhem para ter a sorte de ganhar este amor que oferecem.
Já fui adotada algumas vezes.
A Tigra me seguiu até o colégio e me esperou sair da aula até a minha casa.
No dia seguinte, a Tigra fez o mesmo caminho até que eu decidi que ela havia me escolhido.
Foi minha companheira por muitos anos, minha melhor amiga e se existem almas gêmeas, existe cachorro gêmeo, e ela foi a minha.
Depois dela veio a Cindy. Depois de quase ser afogada por uma criança estúpida que matou todos os irmãozinhos dela, chegou aqui em casa ainda amamentando.
E ela é a minha alegria até hoje.
Cindy faz festa pra cada um que chega na minha casa, pois ela é feliz por ter uma casa e é feliz por ter visitas e amigos. Ela é leal a eles.
Por fim chegou o Thor. Um pintcher que foi largado na rua e bravamente sobreviveu até encontrarmos ele.
Um pintcher que foi um gigante ao enfrentar as ruas tão grandes pra ele.
O Thor é feito de carinho. É um amor na forma mais pura. Tem o olhar de gratidão e nos dá tanto amor quanto ele nunca recebeu.
Da primeira vez que chamei ele de Thor, ele incrivelmente aceitou seu nome e começou a atender por ele. Ele deve ser orgulho de ter um nome, ou por alguém o chamar pra perto, não sei bem.
Ontem eu vi a foto do Frank.
Frank está em São Paulo. Foi resgatado por uma ONG depois de ser encontrado espancado e sujo na rua.
Ele não anda. Tem aproximadamente 7 anos e já possui uma catarata considerável nos olhos.
Frank é triste. A vida não foi tão generosa com ele até agora.
Frank tem medo. Frank é feio. Frank tem uma pata com seis dedos e a outra sem dedo algum.
Frank não sabe o que é ser chamado pelo nome ou a alegria de esperar seu dono chegar em casa...
Mas aí ele me escolheu. Frank me adotou no momento em que vi ele. No Frank eu encontrei uma beleza única. Um afeto esperando pra existir.
Frank está em São Paulo. Eu estou aqui em Curitiba. Frank ainda terá um longo caminho até me encontrar.
Mas não existe só um Frank por aí.
Esse Frank já adotou a sua dona.
Se tudo der certo, (se ele tiver um temperamento que aceite outros cães, se ele estiver em condições de enfrentar uma viagem, se eu conseguir transporte e grana pra trazer ele pra casa) eu serei adotada por ele.
Mas e os outros Franks que estão agora na sua esquina?
Cachorro e gato não se compra. Sou desta opinião. Eles nos escolhem, eles nos acolhem com amor.
E o amor deles, acredito que esteja a um passo da divindade na nossa frente.
Eles não nos escolhem porque somos lindos, ricos ou temos uma vida sem manchas no nosso passado.
Eles não nos escolhem porque temos uma casa grande e dois carros na garagem. Eles nos escolhem porque nos amam.
E este amor é o mínimo que podemos retribuir.
É deste amor que fomos feitos, só que neles, isso é incondicional.
Hoje fui adotada novamente.
Espero que você que está lendo tire a sorte grande de ser adotado um dia também. Para que lá no fim, você possa dizer que foi amado incondicionalmente, assim como eu sou.


46 comentários:

Júlia disse...

também sou da opinião de que cachorro e gato não se compra. só que tem um bichinho assim sabe como é bom amar e ser amado dessa forma. muito lindo o texto bic!

ruthinha disse...

O "sorriso" de um cão adotado é de um valor inestimável, não existe dinheiro no mundo que se compare a alegria de ver a gratidão de um cão.

Lindo texto, parabéns!

Paulo Fernandes disse...

Eh.. todos meus animais foram ganhados ou achados na rua.. o bixo fica numa cara de feliz qndo arruma uma familia...

Dandara disse...

Ei, se vc não tiver grana pra levar ele, faz uma vaquinha pela net! Sou a primeira a ajudar.
Beijos!

lu kowalski disse...

Chorei ao ler sobre o Frank, q bom q ele te adotou, ele merece muito amor, todo amor q houver nessa vida.....esse cachorro merece ter, e uma vida digna com alguém q o trate com carinho e respeito, o q até agora ele não conheceu....eu fui adotada por uma gata, q eu chamo de minh filha do meio, ja q tenho duas crianças....não poso dimensionar o amor q tenho por ela, e por todos os animais...eu moro numa kitnet pqna, mas qdo mudar pra um acasa, vou querer um cachorro, ou muitos, e gatos, um monte deles, por q não existe amor mais verdadeiro do q o dos animais por nós...fica com Deus, bjoooo.

Tabata Pitol disse...

Olha nunca falei com vc...e nem nunca tinha lido seu blog...tbm não sou rica, sou apenas uma menina de 30 anos que trabalha todo dia...mas se vc precisar quero tentar te ajudar com o transporte para levá-lo até vc...não sei qto custa...mas tentarei lhe ajudar com o máximo que puder. Se precisar, por favor, me escreva...segue meu e-mail tabata_pitol@yahoo.com.br

Sei como é ser adotada e não tem nada melhor! Tomara que o Frank possa ficar com vc! Me procure mesmo se precisar tá? Bjs

Tai disse...

Incrível! Tô chorando até agora!
Se tem uma coisa que mexe muito comigo são animais de rua, já fui adotada uma vez e infelizmente a hora do meu querido chegou. Hoje eu não tenho espaço e meu tempo é curto para ser adotada novamente.=/
Realmente, cachorro e gato não se compra! Também não se judia, não se maltrata, e não se abandona aqueles que só sabem nos dar amor.

Tali G. disse...

Eu fui adotada tbm, minha gatinha Gigi apareceu aqui desnutrida ainda bebê e mamando! É minha amiga e companheira! Igual a ela já tive cachorros e gatos que aparecerem pra mim! Não minto, já comprei animais, mas minha cachorrinha, que tenho até hj (com 9 aninhos) foi comprada de uma dona sem amor, que via nos animais só dinheiro! Ela veio doente, de dar dó! Até hj ela sofre com coisas herdadas daquela época, mas cuidamos com muito amor!
Boa sorte com o Frank! Que ele te traga tanta alegria quanto teus outros filhinhos =)))
Beijos

Tai disse...

Outra coisa...Também não tenho muitas condições, mas todo pouco que a gente junta é muito quando se quer realmente ajudar. Quero ajudar o Frank a chegar a ti, Bic, segue meu email pra te ajudar na sua adoção: tsmarcondes2@hotmail.com

Beeijo!

vollert disse...

Eu adotei a minha.Ela está aqui em casa há 3 meses (acabou de completar 4 meses de vida) e se chama Violeta.Foi amor instantâneo!Tb tinha 6 dedos em cada pata(operou p/ tirar)tem as orelhinhas tortas e é vesguinha! A MAIS LINDA DO MUNDO!

Gabriella disse...

"Cachorro e gato não se compra. Sou desta opinião." Eu também!
Perfeito seu post e eu sei bem como é bom ser adotada por esses seres tão carinhosos!
Estou torcendo pra que vc consiga levar o Frank ai pra Curitiba e que ele se dê bem com os novos companheiros!

Flávia disse...

Fiquei realmente emocionada com o texto. Minhas primas e eu fomos adotadas por uma linda cachorra de rua que nos esperou na porta do prédio , até hoje ela é nossa alegria. Faz uma festa sempre que chegamos em casa, não importa o que tenha acontecido.

Claudio Rodrigues disse...

Eu fui adotado por duas gatinhas. São lindas, e acho que estou conseguindo retribuir o amor que me oferecem.
Olha que maravilhosas:

http://lh6.ggpht.com/_tNqrpXCgK10/TQgKPiojg6I/AAAAAAAAAFs/QH1PqW7URNA/s640/DSC00348.jpg

Parabéns pelo post.

Vanessa disse...

Que lindo! Eu também fui adotada por um vira-latinha pequenino, que é a alegria de viver na nossa casa! Eu entendo muito bem como é ser amada incondiconalmente por um cachorro e, graças a Deus, também sei o que é amá-lo como se fosse uma pessoa da família. É um sentimento único! Quero ser adotada mais vezes! Saber que existem pessoas como você no mundo me deixam mais tranquila e feliz! Parabéns!

disse...

Oie...nunca tinha lido seu blog e a primeira coisa a dizer é que vc escreve muito bem!
A segunda é parabéns por ter escolhido o Frank...Ele é tão feio,mas isso é bom.
Vamos ver se me explico melhor...
É bom pq ao não chamar a atenção para sua beleza física, ele mostra o seu brilho interior.
Que é a beleza mais linda e sincera que há.
E é o que torna todos os cães seres especiais.
PArabéns!
FAz uma vaquinha...Eu e muita gente quer ajudar vc a levar o Frank p Cwb!
Vamos nos unir!

Daniela Inocêncio disse...

Oi!
Eu também estava navegando por aí quando achei seu blog e fiquei muito emocionada com o seu texto e sua iniciativa! Também fui adotada e o Beethoven é a alegria da minha vida! Espero que você consiga transportar o Frank e que saiba que pode contar com a gente pra algum tipo de ajuda! É muito bom saber que existe quem cuide desses cãezinhos que foram maltratados por gente que não merecia tê-los!
Beijinhos

moninha disse...

Me mandaram o link no Twitter, mas é a + pura verdade!
A maioria dos meus eu adotei em sites da internet, vi aquela fotinho (fofa) pedindo um lar e ploft, quando vi estavam la em casa!
Menos uma, q meu irmão trouxe correndo dizendo q uns meninos(adolescentes) iam matar... essa tem 5 anos comigo, é meu anjinho, a Oioi, tem esse nome pq sempre que chegavamos ela levantava a patinha e latia como quem cumprimentava.
o outro cão, foi encontrado perdido ou abandonado pelo dono antigo. Um cão de porte grande, com a cauda amputada em parte, e uma cicatriz profunda no focinho q cremos terem sido maus tratos, já q ele se dá muito bem com outros animais. Ele tinha aprox um a 2 anos e esta comigo há 7 meses.
os gatos tem uma de 4 anos, um de 2 e um de 1 ano.
Todos adotados em ongs atraves de sites de adoção.
agora mais uma me adotou na foto, ainda estou vendo como posso ir buscá-la pois mora um pouco longe de mim... mas nada q desanime a gente. Não é?!
bjks e boa sorte com seu novo "dono".

Jacque disse...

Ai, que lindo, chorei com este post...
Eu sou uma cachorreira assumida, e tb sou super a favor da adoção... Tb fui adotada por uma filhote de vira-lata na rua, ela hoje tem 7 meses, e além dela tenho um poodle de 10 anos que havia sido jogado as traças depois que sua antiga dona teve filhos, eles me fazem mais feliz! O Frank vai encontrar a felicidade tb!
Parabéns por esse ato de generosidade, cachorro é tudo de bom!

paula disse...

Lindo! Chorei.
E se precisar, estou disposta a ajudar na vaquinha, é só pedir.

bjs,

Tatiane disse...

Bic!
Além de ter um senso de humor incrível vc tem um coração enorme!!! Parabéns por esse ato lindo, chorei demais lendo o texto, o povo do trabalho ficou me olhando! hehe
Tbém moro em Curitiba e sou uma grande amante de cachorros, se precisar de alguma ajuda com o transporte do Frank e etc, estou às ordens, meu email é tatiane.wyatt@gmail.com !
Beijos!

†Mindú† disse...

Também chorei lendo o texto e igual muitos eu também já fui adotado várias vezes. A Lila é uma cadelinha vira-lata que entrou aqui em casa pela fresta do portão um dia e desde então virou a alegria da casa. E junto com ela também tem várias gatas que apareceram aqui em casa, a gente pegou carinho no bicho e não ficamos pra nós.

Bic se vc precisar de alguma ajuda financeira pra poder transportar o Frank, pode contar comigo também.
Qualquer coisa me manda e-mail minduilson@hotmail.com

Parabens pelo coração tão grande q vc tem, definitivamente o mundo precisa de mais pessoas assim.

Gabriella Porto disse...

Choray, Bic!

Também fui adotada pelo meu... Desde sempre ele me deu carinho e amor, desde que meu pai o adotou, quando ele nasceu e era candidato a morrer porque era muito pequeno. Chegou na minha casa dentro de um saco de pão.

Ele é epilético. Mas é lindo, é a paixão da minha vida. Está comigo há 6 anos.

Adote mesmo, é o maior ato de amor que você pode fazer por você mesma, porque não há amor mais puro que o amor de um cão pelo seu papai ou mamãe.

Beijo.

rootsonE disse...

Chorei do início ao fim. Comecei a acompanhar a história do Frank pelo teu Twitter e confesso que não sou muito de participar, tipo de mandar recado, comentar em blog, etc. Mas a tua causa me impressionou muito... resolvi acompanhar, depois que tu postou uma foto do Frank no twitpic, e agora acabei de ler esse relato sincero e comovente! LINDO DEMAIS, guria! Tocou profundamente o coração de todo mundo, não só pelas palavras cheias de verdade e carinho, mas também por nos fazer refletir sobre a dura realidade em que se encontra esse planeta. O que fizemos, esse tempo todo, afinal? Tiramos o lar dos lobos. ensinamo-os a ganhar restos de comida fácil nos grandes centros urbanos e depois de longos anos viraram animais dóceis e domesticados... perderam o instinto de caça, viraram nossos melhores amigos. A maioria não tem noção da força e do tamanho que têm, visto que ao menor sinal de insatisfação poderiam nos causar ferimentos graves. Mas esses animais são diferentes! Dóceis, amáveis, ansiosos para fazer o bem pra alguém. E se esse alguém nunca chegar? O jeito é perambular por aí atrás de uma migalha, lambendo restos de poças d'agua que se formaram na última chuva, fugir do delinquente menor de idade que acha engraçado provalecer-se de um ser indefeso.
Enquanto isso a vida segue, e a maioria das pessoas prefere fechar os olhos e fingir que nada disso acontece. Façamos nós a nossa parte, mesmo que pequena. Divulgar esse tipo de manifestação na internet pode ser um bom começo.

Bruna disse...

Muito triste, chorei. Alguns cães de rua me escolheram, mas meu pais não deixam, eu choro muito quando lembro deles, e fico na esperança de encontrá-los de novo, quando estiver sozinha, ai eu os levo pra casa e ninguém tem coragem de expulsar.

Cruela Veneno da Silva disse...

gata? quando o frank estiver pronto a gente faz uma vaquinha e manda ele pra casa.

parabéns...

Nanda disse...

Fui adotada 6 vezes, tenho 5 gatos e uma cachorra. Queria mais, muito mais, mas me falta espaço e dinheiro.

Boa sorte para você e para o Frank, espero que vocês possam se encontrar logo.

Naiara disse...

que coisa mais linda!!!
meu olho encheu d'água!!!
Espero que vc consiga levar o Frank para proximo de você, e ele será muito feliz ao seu lado!!!

Elaine disse...

Parabéns pela atitude!

Fabizitta disse...

Lindo texto e linda aritude. Nossa como todos aqui me emocionei e estou aos prantos. Que bom saeria que todos os Franks encontrassem alguem como você! Que bom seria se todos podessem reconhecer oi sorriso no rostinho de cada bichinho, como todos nos aqui nessa pagina. tenho certeza q ele se dara bem com seus outros caes. E se precisar de ajuda parea leva-lo para casa vamos fazer uma vaquinha aqui na net para te ajudar! Anota meu email e pode contar comigo. Fabiolaravag@globo.com Beijos e fica com Deus.

Jamille Ribeiro disse...

Menina! Que texto lindo sobre adoção de animais! Só não adoto ainda porque moro em república. Mas tenho muita vontade sim! Parabéns pelo texto novamente, você escreve muito bem. Um abraço!

Renata Esteves disse...

Parabéns por se permitir viver esse amor que poucos reconhecem. Mas felizes somos nós, capazes de encontrá-lo.

Fui adotada recentemente e não poderia ser mais grata ou feliz por ter Sophie na minha vida. Quando a adotei na Suipa, imaginei estar salvando a vida dela. Mas hoje reconheço que foi ela quem salvou a minha.

Torço para que Frank consiga chegar ao seu lar e para que seja muito feliz. Aliás, sei que será, se estiver com você.

Boa sorte e muito sucesso com os seus amores!

Mulher Vitrola disse...

Muito comovente... sempre adorei animais, não tenho condições de pagar o dinheiro abusivo que cobram. E, mesmo se tivesse, não pagaria. Com tantas feiras, com tantos animais soltos pela rua, com tanta gente que não cuida dos próprios e os deixam dar crias, porque compraria? Adotar não é só um ato de amor, mas também de consciência. Até quando o ser humano vai achar que pode comprar e ter tudo com o dinheiro?
Torço pra que você consiga o seu Frank.
beijos,

Ariane disse...

Concordo muito com você!
Cachorros e animais em geral, têm vida, são como nós, e acho que nem um humano gostaria de ser comprado. Assim também deveria ser com todos os animais. É um absurdo venderem animais enquanto muito estão em condições como o Frank.
Espero que você consiga o trazer até você! ;)

Júlia Borges disse...

Amei sua escrita! Também sou contra a venda de animais, também tenho minha alma-cachorro que já está com 6 anos e isso me assusta.

LIndo, lindo lindo.

http://equeroquevocevenhacomigotododia.blogspot.com/

Rute disse...

Chorei do começo ao fim. Meu maior desejo é ser adotada, mas não tenho condições.. E isso é o que mais me entristece, mas é com histórias como a sua que me faz ficar feliz, porque enquanto eu não tenho condições, eu incentivo pessoas a fazerem o que eu mais queria. Amei o post, e espero que vocês sejam muito felizes!

Eduardo Afonso disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Eduardo Afonso disse...

Frank é o Smelly Cat, música da Phoebe Buffay no seriado Friends. Piadinhas à parte, gostei muito do nome do cachorro. Não sei exatamente pq. Acho que é pq me lembra Frank Sinatra. Ou Frank Zappa.

Cá Farina disse...

Eu tbm contribuo com a vaquinha e publico no facebook para ajudar a levar o frank até voce.

Monikita disse...

@Monikita__

Como sua alma é linda. Me emocionei.
Parabéns!

Larissa disse...

Linda menina! Alma cheia de amor! Que Deus te ilumine sempre!

natalia disse...

Olá, eu gostaria de saber, o Frank esta com vc?Obrigada

Bic Muller disse...

olá natalia,
infelizmente o frank estava muito muito doentinho e não teve condições de ser adotado =(
mas adotamos a laika, uma menininha que estava na mesma situação que ele ou pior e que também precisava muito de um lar.
ficamos muito sentidos por não poder ser adotados por ele, mas a laika nos adotou e hoje é uma mocinha muito feliz.

mArCeLe disse...

Que lindo...

Thalison Henrique disse...

perfeito.

Mudando de Assunto disse...

Pela carinha dele vê-se que é possível apagar esse medo com todo o amor que você tem pra dar.

Antonio disse...

Parabéns! Vou rezar para que tudo dê certo para vocês dois. Eu também já fui adotado várias vezes e hoje tenho 2 amores, um Thor também e a Donatela