sábado, novembro 10, 2007

[Bic e a recíproca verdadeira]



Há dias eu não conseguia escrever. Talvez por falta de tempo, quem sabe pelo fato de que nada de tão novo e diferente estivesse acontecendo na minha vida.

Eis que de alguns dias pra cá minha vida está ganhando umas cores diferentes. De espera e ansiedade por um belo garotinho loirinho que vai chegar na minha casa pra bagunçar todas as minhas gavetas e pular na minha cama. Vai me obrigar a visitar o Papai Noel no shopping e assistir Dvd's de historinhas que eu nem me lembro mais. Vai segurar meu cabelo até conseguir pegar no sono, vai pedir que eu segure sua pequena mão até dormir, vai sorrir, vai chorar, fazer birra e brincar.

Este polaquinho da foto vai passear comigo na pracinha e pedir sorvete de chocolate, vai correr atrás das bolinhas de sabão para olhá-las mais, porque ele sabe de alguma maneira que elas são tão efêmeras quanto sua infância.

E ele ainda tem super heróis em sua imaginação. Ele ainda pode tocar as estrelas sem saber quão distantes elas estão, ele ainda pode ser astronauta, jogador de futebol, trapezista, lixeiro, desenhista de quadrinhos, piloto de foguete. Ele pode porque ainda possui a imaginação do tamanho do céu e o chão pra ele é bem mais longo.

Ele vai pular no meu colo pedindo um abraço e vai querer as balas mais coloridas do supermercado. Minhas paredes agora vão ter prateleiras com carrinhos que tocam musiquinhas infernais, o chão vai se iluminar com as luzinhas vermelhas dos tênis que calçam os seus pequenos pezinhos.

E esta espera na sala de estar é por querer que todo o amor nos olhinhos dele seja retribuido. É por saber que este amor possui recíproca verdadeira, pura, sincera, como todo o amor deveria ser. Tanta gente que não sabe o que é amor, e a gente acaba descobrindo nos braços pequenos de um garotinho de 4 anos que isso é bem mais fácil do que imaginamos.

Um comentário:

Dann Schuchter. disse...

É incrivel e inspirador o modo como você tira inspiração de um garotinho de 4 anos para escrever sobre os temas mais complexos...