terça-feira, agosto 30, 2011

.doce espera.





Eu nunca soube esperar. Nunca soube direito deixar acontecer.
Sempre quis fazer. Fazer tudo, roubar os minutos, trapacear o depois e transformá-lo em agora.
Eu não sabia o que era esperar até eu ter que ver o tempo lentamente trazer você em minha direção.
É doce essa espera. É boa. Acho que esperei minha vida toda pra te olhar nos olhos pela primeira vez. Talvez eu tenha o esperado mesmo antes de saber que eu seria sua e você seria meu.
De dentro pra fora. E é estranho eu esperar pra ter nos braços alguém que está agora mais perto do meu coração. E arrumar nosso lar aqui pra te receber enquanto você mora em mim.
Essa espera é sentir uma saudade quase doída de alguém que ainda nem vi mas já conheço. Acho que sempre o conheci. É como aguardar ansiosa um postal de um amigo de longa data que sempre esteve no meu quintal. É saber que não importa o quanto chova hoje, que amanhã vai ser um dia de sol. 
É aquela música que eu sei cantar sem nunca tê-la ouvido.
Justo eu, sempre correndo tanto contra o tempo, hoje só espero ele passar por mim. 
E ele bate suave nos meus pés como onda mansa. E nós ali, diante da imensidão apenas procurando um ao outro pra ser nós no mundo.
De mãos dadas aguardando ansiosamente a sua chegada. Caminhando meio desajeitados aqui e ali, abrindo as asas, arrumando o seu ninho e nós, justo nós que nem sabemos ainda voar.
Fazendo planos. Que bobagem, eles sempre saem do jeito que é pra ser. 
Tentando adivinhar a cor dos teus olhos e com quem você vai mais se parecer. Você é o nosso retrato desenhado pelas tuas tímidas mãos.
Esperar você é olhar uma moldura sabendo que um dia uma obra de arte estará ali.
É seguir por um caminho que nunca passei e mesmo assim ter a certeza de que não importa aonde for, a partir de agora estamos indo para a casa.





11 comentários:

G-Lerm disse...

Que lindo amor... Nossa obra de arte em breve vai estar aqui pra gente olhar pra sempre...

Silvia Masc disse...

Muito lindo, muita saúde e paz para a família e sua obra de arte.

Juli Cavichiolo disse...

Chorei :'D
Mascotinho abençoado da tchurma!
Amor demais que o rodeia..
Bjo pros três

Mosana disse...

:~)
coisa linda.
tenho 2 obras de arte pintadinhas aqui em casa.
ás vezes acho que eles serão arte moderna. talvez barroca... não me importa.
serão eternos pedacinhos de mim.. andando por aí.
:)
Beijos em vcs

M. M. disse...

Lindo demais, emocionante. Que sejam felizes e que esta obra de arte possa refletir o brilho de vocês e brilhar sempre. ;)

Luciana disse...

Lindo como sempre. É isso mesmo que a gente sente quando ta gravida, saudade. Saúde e sorte pros dois.

Zero disse...

Lindo demais! Muitas felicidas e saúde!!

Paula disse...

Que lindo texto,
As lágrimas caíram pq estou passando pelas mesmas emoçōes e mesma espera.

Lilian Borges disse...

Fico imaginando daqui uns anos, seu filho lendo isso... Ele provavelmente vai te achar careta haha Mas admiro muito o que você escreve. E espera aí que daqui um tempinho você vai estar super ocupada com fraldas, mamadeiras, amamentações.. haha Enfim... gosto bastante do seu blog (e do twitter tambem haha) beijo!

M. M. disse...

Não me canso de ler este post, pois realmente é lindo. Sou sua seguidora, acompanho-a sempre.

Se quiser dar uma olhada no meu blog, seja bem vinda, caso queira me seguir também.

Peculiaridades.
http://peculiaridadesmodeon.blogspot.com/

Beijos!

Renata Schmitd disse...

Desde que engravidei venho aqui pra reler esse texto. E choro todas as vezes. Obrigada por ter escrito algo tão lindo e tão verdadeiro.