segunda-feira, outubro 17, 2011

.a chegada.



Eu que achei que sabia tudo, quando vi você pela primeira vez descobri que não sei nada. Tudo agora é descoberta. Eu e você.
Teus olhos abrindo de leve, como duas cortinas prestes a desvendar um espetáculo misterioso.
Demorei pra entender que enquanto me torno mãe, você também vira filho. Estamos aprendendo a ser.
E entre um choro e outro (os meus e os seus) tento decorar cada pedaço teu numa ânsia incontrolável de guardar cada momento pra mim. Quase egoísmo, perdoado nas mães.
E foi neste momento que me rendi.
Ao olhar demoradamente para o teu rosto procurando algo meu em você, finalmente compreendi que há é muito de você em mim.
Sou tua.
E você chegou iluminando a casa. Veio você nos trazendo a vida.
E a cada respiração tua, cada batida do teu coração, essa vontade  toda de viver, tanta força.
Eu nao sabia que para respirar era preciso aprender. E viver é mais que respirar. É puxar o ar e soltar numa coreografia divina e neste compasso dar ritmo à vida.
Viver...
Foram mais de 9 meses esperando você. Esperei a vida toda pra te conhecer... e eu sei que nunca mais estaremos sozinhos novamente. 

Nunca mais a casa ficará vazia. Nenhuma letra minha ficará sem melodia. Agora eu nunca mais vou dançar sozinha. Meus braços sempre vão ter o espaço exato pra caber você.
Ah, não canso de te olhar... Tua boca tão perfeita, teu nariz, tua mão apertando forte a minha. Teu braço procurando repousar no meu colo. Essa tua paz quando suspira fundo, parecendo estar aliviado por finalmente ter chegado em casa depois de uma longa jornada até o meu coração. Teu lar. Tua fome do meu leite, tua fome de viver, é tudo legitimamente teu.
E agora que você está aqui, e esses teus olhos curiosos querendo aprender a ver, eu te olho no fundo desses olhos cinzas e penso:
Conseguimos ser, eu e você.

14 comentários:

Gaby Pereira disse...

lindo, bic.

uma nova moradora desse lugar disse...

um lindo texto sobre o amor!

Clara Moriá disse...

Que lindo, a experiência de ser mãe deve ser indescritível.

Parabéns.

ANA CAROLINA disse...

Chorei...

luci disse...

Querida, seu texto me fez regredir 36 anos ... Obrigada !!!
Muita Saúde e Paz para vocês dois !!!
Bjks

Fabiana Baioni disse...

Que lindo texto!
Me emocionei!

Julianna disse...

Que lindo, Bic! Não vejo a hora de chegar a minha vez!
Parabens!!
:)

Juliana Carla disse...

Simplesmente lindo!

Igor disse...

Nossa, eu nem imagino como você deve ter ficado. É um texto lindo, singelo... E sem dúvidas que você vai ser uma mãe totalmente coruja. kkkkkkkk :p

E boa jornada em relação a ser mãe. =)

Beijo. ;*

Adriana Pereira disse...

Lindo!! Se isso não é amor... eu não sei mais o que é.
Muitas felicidades para o seu bebezinho.

Cynthia disse...

http://prazereseafazeres.blogspot.com/2011/10/maternidade.html

Vanessa Bevilaqua disse...

Impressionante o seu talento para traduzir sentimentos em palavras. É exatamente assim que sinto como recém chegada ao mundo de mãe do meu Arthur! Parabéns!!!

naLú disse...

Bic, tenho que te dizer que ao ler esse texto me deu mais vontade de ser mãe. Não vejo a hora de passar por esse sentimento, de poder saber que há um bebê lindo, meu filho, dentro de mim, esperar ele nascer e poder segurar, abraçar, beijar, amamentar, enfim.
Espero viver essa emoção.

M. [doc] B. disse...

Um pedaço do céu.