quinta-feira, maio 24, 2007

Frio coração quente [Bic e o frio curitibano]

Mais um dia frio. Na minha faculdade deve estar uns 2ºC mais frio que no resto de Curitiba. Hoje eu sinto mais frio ainda. O coração anda mais frio, descompassado.

(Frio só é bom quando vamos tomar um café ao lado de pessoas que te fazem bem. Fiz na segunda feira isso, ao lado de alguém que me faz rir. Amanhã pretendo também encontrar uma boa amiga. E sábado irei tomar chocolate quente com as melhores amigas. Isso é ótimo e faz bem.)

Ontem me despedi de um grande amigo que está indo viajar. E como eu já sou escolada em despedidas, sei que seis meses, um ano, não passam rápido. Pelo menos quando se trata de pessoas que gostamos.

Não há um jeito bom pra se despedir. Queremos sempre falar mil coisas, desejar boa viagem, dizer o quanto aquela pessoa é importante, seja amigo, mãe, pai, irmão.

Mas geralmente as palavras não fazem muito sentido em uma despedida. A ficha só cai uns dias depois, quando a gente percebe que não é mais tão fácil ver aquela pessoa. Que no final de semana você não vai o encontrar, que por muito tempo não terá companhia para aquele cigarrinho na varanda fria da faculdade.

Eu prefiro despedidas sem adeus, pois parece que aquela pessoa nem foi embora. Por outras vezes, poupar a despedida é evitar mágoas. Eu sempre acabo indo embora da vida das pessoas sem me despedir. Não faço por mal, nem porque não sou corajosa para enfrentar o adeus, mas porque às vezes explicar o porquê das malas prontas na porta é quase uma redundância. Se não dá mais certo, se a pessoa só te faz mal, se você está sendo nocivo à alguém, é melhor ir embora sem falar mais nada.

Los Hermanos tocando nos ouvidos gelados, chorar em dias frios quase congela. "Sei que a tua solidão me dói"

As palavras hoje estão mais úmidas que o normal. Nossos erros normalmente doem, mas no frio eles cortam os dedos.

Uma vez questionei um amigo meu que sempre se mudava de cidade, se ele não se importava com as pessoas que ele deixava pelo caminho. Ele respondeu "as pessoas sempre vão embora".

Hoje fui embora da vida de alguém. Não, não é do meu amigo que foi viajar. Este sempre será amigo em qualquer país ou planeta. Ir embora é quando você tira alguém definitivamente do seu espaço. Alguém que só te faz mal, mesmo sem perceber o quanto te magoa. Essas pessoas não merecem espaço na sua bagagem.

Hoje estou mais leve. Este peso eu já deixei no chão. 
 
"Minha flor serviu pra que você 
achasse alguém
 
Um outro alguém que me tomou o seu amor
E eu fiz de tudo pra você perceber
Que era eu..."
 
"diz pra mim
se vale a pena amor
a gente ria tanto desses nossos desencontros
mas você passou do ponto
e agora eu já não sei mais"
 
"não dá mais pra fingir que ainda não vi
as cicatrizes que ela fez
se dessa vez ela é
senhora desse amor
pois vá embora por favor
que não demora pra essa dor
sangrar"
 
 
"Me diz, foi só amor ou medo de ficar sozinho outra
vez? "
 
"Não há porque chorar por um amor que já morreu 
Deixa pra lá, eu vou, adeus 
Meu coração já se cansou de falsidade"
 
É isso...Los Hermanos entre aspas me poupam de falar o que estou sentindo agora.

4 comentários:

Tell Her No disse...

perfeitoo!!

como pode ser tão dificil tirar alguém da nossa vida, mesmo que esse alguem só faça mal!!

as coisas poderiam ser mais simples!

tatosmaluco disse...

é, digamos que se fosse os Beatles eu choraria um poco mais...

Noêmia de Moraes Leite disse...

eu não vou te deixar bibibibibic

(L)

Dayday disse...

O que "tell her no" comentou me fez lembrar uma música...

"Foi quando a ficha caiu que então eu vi você diferente,
Não quero mais a sua boa intenção.
Mas se você fosse um grande mal pra mim tudo agora doeria bem menos, ou se eu nunca tivesse sido feliz..." [Seu amorzinho - Frejat]

Músicas sempre falam por nós!
Eu com Frejat
Você com Los Hermanos
;)

Beijo, Guria! Se cuida...

O fim é sempre o começo...